Publicado em: terça-feira, 25/10/2011

Kadafi e seu filho são enterrados no deserto da Líbia

Os corpos de Muamar Kadafi, ex-ditador líbio, e de seu filho, Mo’tassim, foram enterrados na madrugada desta terça-feira (25), de acordo com autoridades do Conselho Nacional de Transição (CNT). O sepultamento foi feito de maneira sigilosa para evitar conflitos, mas o restante da família Kadafi e representantes da tribo do ex-líder estavam presentes. O novo governo declarou que os corpos foram enterrados no deserto da Líbia. A morte de Kadafi foi confirmada na quinta-feira (20), depois de ter sido encontrado em Sirte.

De acordo com um rebelde que não quis se identificar, a escolha pelo deserto se justifica por ser um local que evita a peregrinação daqueles que continuaram fiéis ao regime do ex-ditador. Além disso, o CNT defende que Kadafi não se considerava muçulmano e por isso as regras do enterro islâmico não precisavam ser aplicadas. Caso fossem respeitadas, existiria um problema por terem conservado o corpo de Kadafi por mais de 24 horas.

Em entrevista à agência de notícias Reuters, uma autoridade do CNT afirmou que “Kadafi e o filho Mo’tassim foram enterrados de madrugada em um local secreto, com o respeito apropriado. Nós vamos divulgar oficialmente os detalhes mais tarde”. As autoridades decidiram enterra-los quando os corpos começaram a entrar em decomposição, pois até então havia divergência sobre qual deveria ser o encaminhamento.

Sirte era um dos últimos redutos ainda fiéis ao ex-ditador e também a sua cidade natal. Entidades e autoridades internacionais começaram a questionar a maneira como Kadafi morreu, pois especula-se que ele tenha sido executado.