Publicado em: sexta-feira, 14/10/2011

Juvenal Juvêncio se irrita com desempenho do São Paulo

O comportamento de todo o elenco do São Paulo no empate sem gols com o Internacional, na última quarta-feira (12), deixou indignado o presidente do clube, Juvenal Juvêncio. Uma prova da irritação do presidente foram as declarações dadas ao final da partida. Pela primeira vez, Juvêncio deixou o estádio afirmando que a culpa pelo resultado e desempenho da partida era do técnico Adilson Batista.

Antes da partida desta quarta, pelo Campeonato Brasileiro, o presidente da equipe já demonstrava estar insatisfeito com o futebol apresentado pelos jogadores, mas tentava manter o treinador isento de responsabilidades. Porém, após o empate com o Inter, Juvêncio viu algumas atitudes que desagradaram. Por exemplo, deixar Luís Fabiano e Rivaldo dentro de campo para agradar os torcedores, mesmo que os atletas não tivessem condições.

Com o resultado de quarta-feira, o São Paulo chegou a cinco jogos sem vitórias no Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, o presidente do clube não pensa em demitir o treinador, já que atribui os resultados irregulares a lesões, convocações para a seleção brasileira e desempenhos abaixo do esperado de muitos atletas. Nesta quinta-feira (13), ao lado do diretor de futebol Adalberto Batista, houve conversa com o elenco. Os dois chegaram à conclusão que qualquer atitude radical por prejudicar ainda mais o grupo.

Sobre o elenco irregular, Juvenal diz que alguns jogadores essenciais para o bom funcionamento da equipe não estão rendendo o esperado, como Lucas, Casemiro e Rhodolfo. O presidente também sabe falou sobre Denílson e Piris, que frequentemente estão de fora, seja por suspensão ou por convocação para a seleção paraguaia.