Publicado em: segunda-feira, 01/10/2012

Justiça reconsidera Suspensão de vendas do Galaxy Tab da Samsung

Justiça reconsidera Suspensão de vendas do Galaxy Tab da SamsungNa última sexta-feira uma corte de apelação nos Estados Unidos determinou que a suspensão da proibição de vendas do tablet Galaxy Tab 10.1, da Samsung deve ser revista por uma juíza de uma instância inferior.

A Samsung entrou com uma liminar antes da realização do julgamento em que a Apple entrou em uma batalha legal contra a empresa Sul-Coreana por quebra de patentes e venceu.

O júri decidiu que a Samsung não quebrou a patente, e a empresa sul-coreana pediu a suspensão da proibição das vendas do produto. A juíza Lucy Koh disse que na época que ela não poderia agir devido a apelação anterior feita pela Samsung. Nesta sexta-feira (28), um tribunal superior disse que Koh poderia analisar a questão.

Está decisão foi dada dias antes de a Samsung mostrar a nova geração do Galaxy Note. As duas empresas disputando domínio sobre patentes em dez países do mundo.

Para justiça alemã não há infração da Samsung em patente da Apple

Alegações da Apple sobre quebra de patente de Samsung e a Motorola Mobility foram recusadas por uma corte alemã na última sexta-feira (21). Além da Alemanha, decisões semelhantes foram dadas por cortes do Reino Unido e da Holanda. A Apple tem 30 dias para recorrer.

As empresas de tablets e celulers estão em uma guerra mundial sobre quem tem controle sobre as patentes e sobre os direitos de design. Estas decisões dos juízes podem causar forte impacto mercado de smartphones e tablets que é bastante lucrativo e depende muito de informações externas.

Em agosto, nos Estados Unidos uma corte afirmou que há infração de patentes da Samsung sobre os direitos da Apple. Houve a condenação da empresa sul-coreana e a Samsung teve pagar US$ 1,05 bilhão à Apple, mas a Samsung pode recorrer da decisão.