Publicado em: terça-feira, 24/06/2014

Justiça determina o afastamento de 4 diretores de penitenciária 2 de Potim após suspeita de maus tratos contra presidiários

Justiça determina o afastamento de 4 diretores de penitenciária 2 de Potim após suspeita de maus tratos contra presidiáriosA justiça afastou quatro diretores da penitenciária 2 de Potim, por suspeita de maus-tratos a presidiários do complexo penitenciário, a decisão foi tomada após terem sido realizados exames de corpo de delito em mais de cem internos, com base nos relatórios do CNPCP, órgão do Ministério da Justiça, que trouxeram a confirmação de que os detentos teriam sido vítimas de agressões.

Informações dão conta de que os detentos foram inspecionados ao menos três vezes num período de nove dias, em todas essas inspeções foi empregado o uso de violência, principalmente em uma que aconteceu especificamente no dia 17 do mês de maio, quando um drone que é um avião sem tripulação, mantinha sobrevoo nas imediações do presídio, o drone foi derrubado por agentes que trabalham na carceragem da penitenciária.

Segundo informações passadas por internos do presídio, que contaram seus relatos no processo, logo após o episódio do drone, os detentos foram convocados para permanecer no pátio da instituição, segundo o relato dos detentos eles tinham de se manter durante um período de sete horas sem esboçar nenhum movimento, caso contrário sofreriam agressões físicas, de acordo com eles, na ocasião, os atos de violência eram incentivadas pelos diretores do complexo penitenciário.

Detentos ouvidos também relataram que funcionários da penitenciária fizeram ameaças a eles e informaram aos presos que eles teriam de ter cuidado com suas declarações feitas em Juízo, já que eles poderiam ter complicações no presídio dependendo do que fosse dito por eles.

Com base nos dados da Secretaria de Administração Penitenciária, o complexo 2 de Potim conta hoje com 1.795 internos, enquanto a capacidade da penitenciária 2 é de 844 detentos, ou seja, através desses números é possível perceber que a população prisional da penitenciária está com mais de o dobro de detentos ocupando o espaço.

O caso agora deve seguir para investigações da Corregedoria, a Secretaria de Administração Penitenciária não se manifestou sobre o ocorrido e declarou que o afastamento dos diretores foi executado conforme a decisão da Justiça, o órgão também informou que o ocupante do cargo de direção do complexo penitenciário de Potim 1 também é responsável, em caráter interino, pela direção no complexo Potim 2.