Publicado em: sábado, 26/01/2013

Juros são reduzidos por 10 meses seguidos e terminam 2012 com mínima histórica

Juros são reduzidos por 10 meses seguidos e terminam 2012 com mínima históricaA taxa média dos juros para operações que tenham a ver com crédito se manteve com a trajetória de declínio no mês de dezembro e terminou o ano tendo a menor quantidade durante 12 anos, chegando a 28,1% no ano. Este foi o 10° mês que houve queda seguida.

A redução nos juros em 2012 ocorreu durante à queda da taxa básica, a Selic, que foi reduzida de de 10,5% para apenas 7,25% por ano, neste cenário houve grande competição entre os bancos.

O governo provocou durante o começo de 2012 um esforço para que fosse diminuído o custo do país em relação às finanças. E com isso, tanto a Caixa, quanto o Banco do Brasil tiveram que adotar políticas agressivas em juros que eram cobrados nas linhas para financiamento para que forçassem os bancos privados para que reduzissem as suas taxas.

No mês de dezembro, a taxa média teve redução de 0,8 por cento em relação a novembro e 9 pontos por cento durante o ano, aproximadamente 26% com relação ao mês de janeiro. Os dados tiveram divulgação no Banco Central durante a sexta-feira (25).

A taxa reduziu com grande intensidade em operações de crédito para pessoas físicas, e o recuo acumulado no ano passado chegou a 9,2 pontos, indo a 34,6% por ano. Isto é também a menor quantidade já registrada na série histórica, que iniciou no ano de 1994. Para pessoas jurídicas, a redução durante o ano chegou a 7,6 pontos por cento, indo a 20,6% por ano.]]

O chamado “spread bancário”, que é a diferença entre o que custa para o banco captar e a taxa que o banco efetivamente cobra do usuário chegou a 21,1%. Este é o menor nível desde que a série começou no ano de 2000. No mês de novembro, este número chegou a 21,6%.