Publicado em: sábado, 18/02/2012

Juro cai para 6,4% em janeiro alcançando a menor taxa em 17 anos

De acordo com as informações oferecidas pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), as taxas de juros para pessoa física caíram 0,18 % em janeiro se comparado a dezembro. O valor ficou em 6,4% no mês e é o menor valor desde 1995. Além da taxa para pessoa física, a taxa para pessoa jurídica também apresentou redução de 0,08%, caindo para 3,79%. Este é o menor valor desde outubro de 2010.

Das linhas de crédito destinadas a pessoa física apenas uma permaneceu estável em janeiro. Foi o cartão de crédito rotativo que teve valor de juro estabelecido em 10,69% ao mês. Já no juro de comércio, a taxa caiu de 5,36% ao mês (valor de dezembro) para 5,05% em janeiro. Este também é um avanço, pois é o menor valor presente na série histórica. Com os juros para financiamento de veículos ocorreu o mesmo e as taxas caíram de 2,18% ao mês para 2,01% ao mês.

Os juros para empréstimo pessoal em bancos também tiveram queda e passaram de 4,21% para 3,99% em janeiro. Para empréstimos pessoais o valor passou de 8,66% para 8,29% ao mês. Esse resultado foi recorde na série histórica. Para o cheque especial os juros recuaram de 8,36% em dezembro para 8,34% em janeiro.

Para as taxas cobradas de pessoas jurídicas também apresentaram redução e o percentual passou de 2,52% para 2,44% ao mês, sendo este o menor valor da série iniciada em 1999. No caso das duplicatas, as taxas caíram de 2,96 para 2,80% em janeiro.

Segundo a Anefac, a queda de todos os tipos de taxas de juro se justifica pelas reduções da taxa Selic, do IOF (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros) e das vendas no começo do ano.