Publicado em: sexta-feira, 22/06/2012

Julian Assange afirma que está pronto para morar no Equador

Estreou nesta sexta-feira (22), Julian Assange, o fundador do site WikiLeaks, afirmou que já está pronto para morar no Equador. Assange garantir que o país latino-americano está lhe oferecendo apoio com relação ao pedido de asilo político. Atualmente, o fundador do polêmico site está instalado na embaixada equatoriana em Londres, onde tenta evitar ser extraditado para a Suécia.

A Justiça da Suécia deseja que Assangue seja extraditado para que ele possa ser julgado pelas acusações de abuso sexual. Além disso, caso ele deixe a embaixada em Londres, a política britânica pode prendê-lo. Em uma entrevista concedida para a TV ABC australiana, o fundador do WikiLeaks contou sobre sua preocupação de ser mandado para os Estados Unidos, país que pode julgá-lo por acusações ligadas ao site que fundou.

Acusações

As acusações sofridas nos EUA fazem referência aos documentos secretos diplomáticos que Assange publicou no WikiLeaks em 2010. O ex-hacker afirmou que o Equador tem lhe dado muito apoio. Ele garante que ouvir o embaixador do Equador dar declarações de apoio a ele na Austrália. Assange está esperançoso em conseguir asilo político no Equador.

O ex-hacker australiano afirma que não faz ideia de quando o país latino-americano vai dar uma resposta ao seu pedido de asilo. Assange afirma que tomou esta decisão para que chamar a atenção a respeito dos processos dos EUA sobre o vazamento dos documentos confidenciais. O presidente equatoriano, Rafael Correa, afirma que o governo irá analisar o pedido criteriosamente.