Publicado em: terça-feira, 28/08/2012

Julgamento do mensalão será retomado amanhã

Julgamento do mensalão será retomado amanhãO julgamento do mensalão, que começou há duas semanas será retomando somente amanhã, dia 29, com o voto do ministro Cezar Peluzo. Hoje o Supremo Tribunal Federal está envolvido com outras atividades. A discussão entre os ministros é ele votará todo o processo de uma única vez ou será fatiado como de todos os outros ministros que votaram até o momento. Essa discussão ocorre pelo fato de que no dia 3 de setembro o ministro completará 70 anos e com essa idade a aposentadoria é compulsiva. Muitos especialistas acreditam que com a demora nos votos possivelmente haverá demora na leitura dos votos e ele não conseguira apresentar todo o seu voto se ele não ocorre de uma só vez. Essa proposta já vinha sendo discutida desde o começo do julgamento, mas ainda não houve acordo. Ainda precisam votar Carlos Ayres Britto, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello e Celso de Melo. De acordo com a regra de voto fatiada, ontem o STF terminou os votos de 6 ministros referentes a primeira parte do julgamento. Ontem os votos apresentados foram de Rosa Weber, Cármen Lúcia Antunes Rocha, Luiz Fux e José Antonio Dias Toffoli. A votação foi referente às denúncias de desvios de recursos, tanto referentes à Câmara dos Deputados quanto ao Banco do Brasil.

Ministros optaram pela condenação no dia de ontem

O voto de Rosa Weber foi pela condenação dos três acusados. João Paulo Cunha (PT-SP), ex-presidente da Câmara, foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e peculato. Ele não foi condenado com relação à subcontratação da empresa IFT. Marcos Valério e seus sócios foram condenados por corrupção ativa e peculato também. Segundo ela eles ainda podem ser condenados por lavagem de dinheiro. Luiz Fux condenou Marcos Valério, Cristiano Paz, Hollerbach e Pizzolato pelos mesmos crimes. Cármen Lúcia também seguiu os demais ministros e condenou todos os acusados. Já Dias Toffoli absolveu todos eles, exceto Pizzolato.