Publicado em: terça-feira, 09/10/2012

Julgamento do goleiro Bruno será em novembro

Julgamento do goleiro Bruno será em novembroO ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, deverá ser julgado no próximo dia 19 de novembro. Ele foi acusado de envolvimento na morte da modelo Eliza Samudio, que é ex-amante do jogador e que tinha um filho proveniente deste envolvimento. A morena está desaparecida desde junho de 2010. A data para o julgamento por júri popular foi decidida pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais e foi divulgada na tarde de ontem.

O advogado do goleiro, Rui Pimenta informou que Bruno ficou sabendo da decisão e que ficou “aliviado” com a chance que tudo possa ser resolvido. Segundo o advogado, para Bruno a “sensação teria sido de alívio, já que ele não suporta mais essa situação. Eu garanto que não existem provas contra Bruno e que tenho a mais plena certeza de que ele vai sari direto do Fórum para a rua”, alegou.

Além do ex-atleta, outros seis réus também irão a júri popular. Até agora estão presos apenas Luiz Henrique Romão, mais conhecido como Macarrão, o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, que teria sido, segundo as investigações, o executor do crime e Bruno. Todos eles vão responder pelos crimes de cárcere privado, além do crime de homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver. A responsável pelo julgamento será a juíza Marixa Fabiane Rodrigues, que integra a comarca de Contagem.

O caso

A modelo Eliza Samudio era amante do goleiro e desapareceu no ano de 2010. Na época do incidente, ela estava tentando provar na justiça que Bruno era o pai de seu filho. No ano de 2009 ela alegou que foi sequestrada e que foi obrigada a tomar vários remédios abortivos. No caso do sumiço a polícia afirmou que ela estava no sítio do atleta e que foi morta e esquartejada a mando do próprio goleiro.