Publicado em: terça-feira, 20/11/2012

Julgamento do goleiro Bruno – Bruno tenta contato com Macarrão, mas é advertido por policiais

Julgamento do goleiro BrunoEm meio ao julgamento o ex-goleiro Bruno tentou se comunicar com o amigo Luiz Henrique Romão, mais conhecido como Macarrão. Mas o ex-goleiro foi contido pelos policias que estavam á sua frente e advertiram o réu de que ele precisa se manter em silêncio. Já a ex-namorado do craque, Fernanda Gomes de Castro, está demonstrando cada vez mais sinais de cansaço e descansou com a cabeça na parte da frente da cadeira. A delegada Ana Maria Santos, que foi a responsável pelo relatório do caso e participou das investigações do sequestro, bem como da suposta morte da modelo e do cárcere privado de Elisa Samudio, foi ouvida no final da manhã de hoje (20). No depoimento da delegada, Macarrão começou a chorar. A testemunha citou o menor de idade, Jorge Luiz Rosa, que é primo do goleiro Bruno, e disse que a suposta morte teria sido revelada por ele e que ele também teria explicado o que aconteceu com o corpo da moça. Chorando muito e bem agitado, Macarrão olhava para o advogado e dizia “é mentira, é mentira” enquanto a delegada contava com detalhes o que ouviu do adolescente sobre a morte da modelo. Hoje em dia o jovem está incluído no programa de proteção á testemunha de jovens e adolescentes que estão sendo ameaçados de mortes. O depoimento da delegada ainda contou com informações de que Macarrão então teria entrado em contato com outro homem, que atende pelo nome de “Bola” ou “Nenem”, e que já na estrada, com uma calça camuflada do exército, mandou um carro o seguir. Assim que chegaram na chácara os dois tiveram uma conversa numa sala excluída de todos. No local, Bola perguntou se a moça usava drogas e ouviu um não como resposta. Então ele começou a espancar a garota e ela começou a espumar pela boca, o que deixou Macarrão muito assustado com tamanha violência. Ainda segundo o depoimento do adolescente, o corpo da jovem foi levado para dentro de um quarto e logo depois Bola saiu com um saco lá de dentro. O primo de Bruno disse que ficou muito assustado quando uma mão humana foi retirada de dentro do saco e jogada para os cães.