Publicado em: terça-feira, 03/07/2012

Juíza nega pedido da Samsung para venda de tablets

Nesta segunda-feira (2), a juíza Lucy Koh, de San Jose, na Califórnia, não aceitou o pedido feito pela Samsung de voltar a trás com relação a proibição das vendas de seu tablet nos Estados Unidos. A decisão judicial, dada no dia 26 de junho, proíbe que o tablet Galaxy Tab 10.1 seja comercializado no país.

Na última sexta-feira (29), a juíza já havia concedido para a Apple a solicitação da liminar que proibia a comercialização do smartphone Galaxy Nexus para os norte-americanos. Com esta, a Apple conseguiu duas vitórias contra a empresa sul-coreana em somente uma semana. Os produtos vetados pelas liminares não irão causar grande impacto nos lucros da companhia.

Desapontamento com decisão

A Samsung disse, através de um comunicado oficial, que está desapontada com a determinação da juíza dos EUA. A companhia disse também que esta decisão irá diminuir a oferta de produtos tecnológicos para os norte-americanos. A companhia fez um registro de uma apelação também em tribunal federal, localizado em Washington.

Samsung e Apple disputam batalhas na Justiça de diversos países. A empresa de Steve Jobs entrou com um processo, em 2011, afirmando que a Samsung estaria copiando seu iPad e iPhone. A companhia sul-coreana, por sua vez, também entrou com um processo contra a Apple alegando violação de patentes. Ambas as empresas lutam para ficarem no topo do mercado mundial de aparelhos móveis.