Publicado em: sábado, 11/08/2012

Juiz quer que Facebook saia do ar por 24 horas

Juiz quer que Facebook saia do ar por 24 horasUm juiz eleitoral de Santa Catarina determinou que a rede social Facebook saia do ar completamente durante 24 horas em todo o Brasil por não ter cumprido a decisão que determinava que uma página que criticava um vereador fosse retirada do ar.

O juiz, que é de Florianópolis, capital do estado, quer ainda que o Facebook pague uma multa de R$ 50 reais por dia enquanto não respeitar a decisão da Justiça.

Tudo começou quando no último dia 26 de julho, Luiz Felipe Siegert Schuch, que é juiz eleitoral, mandou, por meio de uma liminar, que a página ‘Reage Praia Mole’ fosse retirada do ar. Na página, haviam críticas ao projeto turístico da capital do estado.

O pedido da retirada do conteúdo do ar foi feita por Dalmo Menezes, do PP, que é vereador de Florianópolis e tenta se reeleger nas eleições que serão realizadas em outubro deste ano. Ele teria feito o pedido depois que se sentiu prejudicado com parte do conteúdo que foi publicado na comunidade do Facebook de forma anônima.

No entanto, de acordo com as informações da Justiça Eleitoral, a ordem foi desobedecida e por isso Schuch, em uma nova decisão, quer que o site saia do ar em todo o país e fique com as suas atividades suspensas por 24 horas, sendo veiculada apenas a mensagem “inoperante por descumprimento da lei eleitoral”. A justiça determine que a ordem seja cumprida assim que o Facebook for notificado.

Nesta sexta-feira, 10 de agosto, já havia sido criada uma nova comunidade com o nome ‘Reage Praia Mole 2’, na qual os usuários estão reclamando da desativação da página que era utilizada anteriormente.

O Facebook, que tem 37 milhões de usuários no Brasil, disse por meio de representantes que está em contato com a justiça para tratar do assunto e que tem procedimentos próprios para atender a questões relativas com a propaganda eleitoral.