Publicado em: sábado, 06/08/2011

Jornal espanhol, El País publica artigo relatando crise da Defesa com a saída de Jobim

Com a repercussão internacional das crises que a presidente Dilma Housseff vem enfrentando com os seus Ministérios, o jornal espanhol El País publicou um artigo defendendo que a presidente brasileira está em uma crise com as forças do Exército ao ter nomeado Celso Amorim como ministro da Defesa. Após a saída de Nelsom Jobim do cargo e a confirmação do nome de Amorim, militares afirmaram que essa foi “a pior surpresa” dos últimos anos.

O texto publicado no diário espanhol foi assinado pela correspondente do RIo de Janeiro vinculada ao jornal. De acordo com ela, a presidente “sai de uma crise para entrar em outra.” Além disso, “nem sequer é a oposição que a coloca em apuros, os problemas surgem das suas próprias fileiras. A presidente do Brasil enfrenta uma nova crise, desta vez com o Exército, após uma polêmica na Defesa.”

Para a correspondente do jornal espanhol, a saída de Jobim se mostra como experiência traumática por ele ter sido o primeiro ministro da Defesa a não encontrar problemas com a cúpula militar. Na sequência, a jornalista presta elogios à Jobim ao dizer que o ex-ministro é de “indiscutível capacidade profissional”.

Quando foi confirmado o nome de Amorim para a Defesa do Brasil, militares afirmaram existe uma controvérsia na escolha do ex-ministro das Relações Exteriores do governo Lula. Para eles, o Ministério da Defesa não o lugar para nomear um diplomata. Com isso, os militares acreditam que o governo está caminhando para uma crise nesse setor, mas continuam com a disciplina inerente à conduta militar.