Publicado em: quarta-feira, 11/07/2012

Jogos Olímpicos – Mari é cortada da seleção brasileira

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) informou na manhã desta quarta-feira (11), por meio de sua assessoria de imprensa, que a ponteira Mari foi cortada da seleção brasileira feminina, e desta maneira não irá disputar os Jogos Olímpicos de Londres, que acontecem a partir do dia 27 deste mês.

A seleção de vôlei feminino está concentrada no Centro de Treinamento de Saquarema, no Rio de Janeiro, e o corte de Mari foi tomado pelo técnico José Roberto Guimarães, que já vinha indicando que a jogadora poderia ficar de fora das Olimpíadas por conta de seu mau momento nos últimos meses. Recentemente Mari esteve com a seleção brasileira no Grand Prix, disputado na China, e no desembarque no Brasil Zé Roberto já havia manifestado a sua insatisfação com a jogadora.

A ponteira do Unilever não fez uma boa temporada na Superliga deste ano, e na Copa do Mundo, pela seleção, também teve atuações apagadas. Para piorar, a jogadora ainda sofreu com uma lesão no ombro, e no Grand Prix, embora tenha feito algumas boas partidas, seu desempenho não foi suficiente para convencesse o técnico a mantê-la no grupo.

Mari defende a seleção brasileira desde 2002 e nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, ela acabou sendo apontada como uma das responsáveis pela derrota na semifinal contra a Rússia, quando a equipe desperdiçou várias chances de vencer acabou recebendo a virada. Quatro anos depois, em Pequim, ela acabou se transformando em um dos grandes nomes do time que conquistou o ouro olímpico.

Antes de Mari, José Roberto Guimarães já havia cortado as levantadoras Fabíola e Juciely. Atualmente o grupo que está em Saquarema conta com 14 atletas, e o treinador tem até a semana que vem para anunciar a dispensa de mais duas jogadoras. Natália e Sassá se recuperam de lesão, e também podem vir a serem cortadas.