Publicado em: sexta-feira, 13/07/2012

Jogos Olímpicos – Mari diz que corte é injusto

A ponteira Mari concedeu uma entrevista coletiva na última quinta-feira (12) onde comentou o seu corte da seleção brasileira de vôlei feminino, ocorrido um dia antes, pelo técnico José Roberto Guimarães. A atleta afirmou que entende como injusta a sua exclusão dos Jogos Olímpicos de Londres.

Mari afirmou que não esperava o corte de Zé Roberto, e disse discordar da justificativa dada pelo treinador, que alegou ‘motivos técnicos’ para deixar Mari de fora das Olimpíadas. A ponteira afirmou que vinha se recuperando e que poderia ajudar a seleção brasileira em Londres, devido À sua experiência, dentro e fora de quadra, argumentou a atleta.

Zé Roberto evitou dar mais detalhes sobre os motivos do corte de Mari, apenas afirmou que ele se deu por motivos técnicos. A jogadora vinha se recuperando de lesões e não tinha conseguido ainda apresentar uma sequência de boas apresentações. De acordo com a atleta, ela foi comunicada que estaria fora da seleção no corredor da concentração, em Saquarema, seguido de muita emoção por parte dela e das colegas de equipe.

O treinador da seleção, por sua vez, disse que também acaba se abatendo com os cortes, e que leva em conta vários fatores na hora de decidir quem irá permanecer no grupo. Além de Mari, Zé Roberto também cortou as levantadoras Fabíola e Juciely e mais duas atletas deverão ser cortadas para que o grupo que disputará as Olimpíadas de Londres.

De acordo com José Roberto Guimarães, nos próximos dias mais uma atleta deverá ser desligada da seleção. No entanto, o grupo deverá viajar a Londres com 13 atletas, e o último corte deverá ser feito a poucos dias do início das Olimpíadas. A tendência é que o treinador aguarde até a data-limite para definir ser Natália, que se recupera de cirurgia, será ou não mantida na equipe.