Publicado em: terça-feira, 03/07/2012

Jogos Olímpicos – Magnano diz que futebol atrapalha o basquete no Brasil

Embora a Argentina seja um país tão apaixonado pelo futebol como o vizinho Brasil, o técnico da seleção brasileira de basquete masculino, Rúben Magnano se diz impressionado com a influência do esporte no país onde se encontra há dois anos. O técnico chega afirmar que a onipresença do futebol no Brasil é tamanha, que chega a atrapalhar a sua modalidade.

Na análise do técnico argentino, a paixão do brasileiro pelo futebol acaba prejudicando a evolução do basquete no Brasil. Magnano deixou claro que isto não influencia em seu trabalho, mas sim na modalidade como um todo, e em sua maior visibilidade e popularidade. Como exemplo, o argentino citou as recentes entrevistas ou participações em programas esportivos no Brasil.

Magnano lamenta o fato de ser convidado por emissoras brasileiras e invariavelmente ter de debater sobre futebol, ou acabar sendo questionado por qual time torce. Como comparação, usou o seu país natal, onde, ele assegura, as discussões para as quais é chamado, sempre abordam exclusivamente o basquete.

A declaração feita pelo técnico da seleção brasileira foi feita na última segunda-feira (02), durante um encontro da equipe que está treinando para os Jogos Olímpicos de Londres teve com jogadores bicampeões mundiais pelo Brasil. O evento teve como principal intenção de motivar o grupo treinado por Magnano, no último dia de preparação no Brasil.

Ausente de uma Olimpíada há 16 anos, o time de basquete masculino do Brasil vai a Londres sob grande expectativa. A equipe de Magnano agora segue para a Argentina, onde fará uma série de amistosos, e em seguida vai aos Estados Unidos, enfrentar os anfitriões em um amistoso. Em seguida, o grupo segue para Europa, onde deve fazer mais alguns testes antes da estreia no torneio olímpico.