Publicado em: quarta-feira, 01/09/2010

Joaquim Roriz impedido de participar das eleições 2010

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrou a candidatura de Joaquim Roriz para o governo no Distrito Federal.

Por 6 votos a 1 o TSE considerou ilegal a candidatura de Roriz, sob o argumento de que o candidato seria ‘ficha suja’ e com isso, inelegível. Em 2007 o ex-governador do Distrito Federal renunciou ao cargo de senador para não ser cassado por quebra de decoro parlamentar.

O único integrante do TSE que votou favorável à candidatura de Joaquim Roriz foi o Ministro Marco Aurélio de Mello. Desde os primeiros julgamentos, o Ministro tem defendido a aplicação da Leia da ‘Ficha Limpa’ a partir das próximas eleições, e não destas.

Nas pesquisas de intenção de voto, Joaquim Roriz aparecia com chances de se eleger. O candidato do PSL divide a primeira colocação com o Agnelo Queiroz, do PT. A defesa de Roriz informou que irá recorrer junto ao STF para bancar a candidatura.