Publicado em: sexta-feira, 14/10/2011

João Vitor critica diretoria do Palmeiras e se culpa pela saída de Kleber

O volante do Palmeiras, João Vitor, acredita ser o culpado pelo afastamento de Kleber do elenco. O atacante não jogará mais pela equipe de Palestra Itália depois de se desentender mais uma vez com a diretoria palmeirense, dessa vez por liderar uma manifestação apoiando João Vitor, que foi agredido por torcedores na entrada do clube, nesta semana. O jogador também diz que Kleber é o maior prejudicado nessa história.

João Vitor também disse que, quando chegou ao Palmeiras, esperava fazer história dentro da equipe, mas que esperava mais da diretoria, afirmando que houve omissão por parte dos comandantes do clube e que a falta de atitudes da diretoria com relação ao problema que enfrentou durante a semana não foi apropriada em um momento delicado.

Vídeos mostrando a agressão foram colocados na internet e geram diversas interpretações sobre o início da briga. O volante palmeirense diz que uma pessoa não identificada teria ofendido o atleta e chutado seu veículo, acompanhado por duas pessoas. O próprio jogador diz que reagiu e outros torcedores surgiram para brigar com o atleta. João Vitor voltou a treinar pelo Palmeiras nesta quinta, ele fez apenas trabalhos de fisioterapia para se recuperar de uma lesão no joelho.

O Gladiador afirmou que os mandatários do Palmeiras não ofereciam a segurança necessária e sugeriu que nenhum atleta viajasse para o Rio de Janeiro, onde enfrentariam o Flamengo. Após discussões, treinador e diretoria decidirão que Kleber não jogaria mais pelo alviverde. Felipão chegou a ameaçar deixar o cargo de treinador caso o atacante continuasse na equipe.