Publicado em: quarta-feira, 06/07/2011

Japão anuncia testes de segurança em reatores nucleares

Pronunciamento divulgado hoje (06) pelo governo japonês informa que autoridades vão realizar testes de segurança em todos os reatores nucleares que estão em funcionamento no país. No total, são 54 reatores e a iniciativa é para tentar minimizar as críticas da oposição ao uso desse tipo de energia. Após quase quatro meses desde o desastre de Fukushima, o teste vai mostrar se as usinas suportam grandes desastres naturais.

O anúncia oficial foi divulgado pela agência Jiji Press sob o nome do ministro de comércio, Banri Kaieda. Desde o desastre em Fukushima, apenas 19 dos 54 reatores estão funcionando normalmente. Para a execução do teste, aqueles que estiverem no procedimento devem ser fechados. Com isso, a população japonesa vai ser forçada a economizar energia. Uma vez com os testes feitos, o ministro garantiu que o país não passará por problemas com a energia.

Desde os desenvolvimentos que sucederam a tragédia natural em Fukushima, países da União Europeia também começaram a questionar o uso da energia nuclear no seu próprio território. Para evitar possíveis problemas, os países europeus vão igualmente testar as usinas em funcionamento. No Japão, o tsunami que atingiu a usina de Fukushima deixou mais de 20 mil pessoas mortas, feridas ou desaparecidas.

Com a tragédia de Fukushima, as consequências do vazamento nuclear fez com que o acontecimento tomasse o lugar de pior crise nuclear que já aconteceu. Antes disso, o posto era da crise de Chernobyl, que aconteceu em 1986. O desastre gerou crises inclusive na política do país.