Publicado em: sábado, 22/02/2014

Jair Bolsonaro deve disputar com PT à presidência da comissão

Jair Bolsonaro deve disputar com PT à presidência da comissãoE Jair Bolsonaro (PP-RJ) não desiste, se mantém firme mesmo após as polemicas que envolvem seu nome e as críticas que o rondam, o deputado não abre mão de se candidatar para assumir o comando da Comissão de Direitos Humanos. Ele é considerado um dos congressistas mais conservadores, e hoje é apoiado pela bancada evangélica, para ganhar mais força e conseguir chegar ao seu alvo, que é derrubar o PT.

Essa semana as bancadas da Câmara, se uniram as 22 presidências dos partidos e assim debateram e apresentaram projetos, e o PT fez um acordo com o PTB para que retomassem a Direitos Humanos, assim não deixando que o PP ficasse com ela e consequentemente indicasse Bolsonaro. Isso causou conflito e deixou a bancada evangélica irritada, fazendo com que eles preparassem um ‘contra-ataque’, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) é o maior incentivador da candidatura de Bolsonaro, Feliciano foi responsável de comandar a comissão em 2013, mas por ter um posicionamento parecido com o de Jair, assim com ele, também foi alvo de críticas, ataques de movimentos gays e negros. Os dois já se manifestaram e tem uma justificativa pronta em relação a candidatura avulsa de Jair. Eles afirmam que, é bom o PT não faltar, porque é bem possível que eles apresentem essa candidatura. Segundo a dupla, o povo está cansado de defender direitos de vagabundos, que é a especialidade do PT.

Eleição

A eleição está marcada para acontecer na tarde de quarta-feira que vem. Os candidatos que disputarão com Jair Bolsonaro serão o ex-ministro de Direitos Humanos, Nilmário Miranda (MG), Assis de Couto (PR) e Erika Kokay (DF). Há talvez também a ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos) que está disposta a concorrer. Desde quando a comissão foi criada, o PT já a ocupou 13 vezes a presidência, e pretendem ocupar mais uma vez.