Publicado em: quarta-feira, 04/07/2012

Jade chora e faz apelo para ir às Olimpíadas de Londres

A ginasta Jade Barbosa deu uma entrevista na última terça-feira (03), um dia antes da convocação da seleção brasileira de ginástica ser convocada. Na ocasião, ele pediu para que a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) a deixe ir para Londres disputar as Olimpíadas e chorou ao falar sobre o sonho de ganhar uma olimpíada.

Entretanto, a atleta não quis dar detalhes de quais pontos no contrato que fizeram com que o impasse com a CBG acontecesse.

Os problemas começaram na semana anterior, quando a atleta não se apresentou à seleção do Brasil porque não tinha assinado um termo de compromisso com a CBG. De acordo com Cesar Barbosa, pai de Jade, neste documento o atleta se comprometia a ceder seus direitos individual e coletivo de imagem, que só poderia aparecer em propagandas dos patrocinadores da Confederação junto com toda a seleção e não sozinha.

Na entrevista coletiva cedida ontem, apesar de Jade não querer dar detalhes sobre esse problema, ela começou falando dele. Porém, ela não conseguiu segurar o choro ao falar do desejo de disputar a segunda olimpíada de sua carreira.

De acordo com o Flamengo, clube pelo qual Jade treina, disse que o Comitê Olímpico Brasileiro, o COB, também quer que a atleta volte à seleção brasileira, mas não quer interferir na decisão tomada pela CBG. Cristina Callou, que é vice-presidente de esportes olímpicos do Flamengo, contou que a decisão é uma pena, já que a atleta que pode ficar com a vaga de Jade não tem as mesmas chances de medalhe que ela tem.

Jade deixou de participar de algumas competições internacionais com a seleção brasileira por não ter assinado o contrato com a CBG. Por conta disso, a entidade anunciou que ela estava fora das Olimpíadas deste ano. Depois disso, a atleta voltou atrás e assinou o termo de compromisso. Mas a CBG não quis saber e anunciou que não irá reintegrar Jade a seleção brasileira.