Publicado em: sexta-feira, 02/03/2012

Irritado, prefeito do Rio de Janeiro chama ministro da saúde de incompetente

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB) pareceu irritado com o ministro da Saúde, José Padilha, depois da divulgação do resultado do Índice de Desempenho do SUS (Idsus), anunciado ontem (1) pelo ministério. Paes falou com a imprensa no evento comemorativo dos 447 anos do Rio de Janeiro e disse que os dados que o Ministério da Saúde mostrou ontem são mentirosos.

O prefeito criticou o ministro e disse que ele não está fazendo investimentos em saúde e fica fazendo “pesquisinhas”, que inclusive, são “mal feitas”. No ranking apresentado pelo Ministério da Saúde, o Rio de Janeiro recebeu a nota 4,35 (em um índice de 0 a 10), ficando com o pior índice entre as capitais brasileiras.

Após participar das comemorações do aniversário da cidade, o prefeito criticou incisivamente o ministro da Saúde. Segundo Paes, o levantamento não considerou os dados de 2011, embora o ministro esteja no cargo a mais de um ano e poderia ter feito isso.

O prefeito acusou o ministro de ser incompetente para apurar os dados de 2011 e se defendeu dos resultados. Disse que a cidade passou a investir mais na saúde em 2011 e que os dados da pesquisa deveriam ser melhores em função disso. O Rio de janeiro está entre as capitais com mais orçamento destinado à saúde com cerca de 25%, o que equivale a R$ 4 bilhões.

Paes não poupa criticas ao Ministério da Saúde

O prefeito criticou também o fato de o Ministério da Saúde não mandar verbas para os municípios. Novamente Paes fala da falta de incompetência do ministro em enviar dinheiro para a saúde, pois muitas cidades ainda precisam de mais verba para melhorar os atendimentos. Quando questionado pelos jornalistas sobre o fato do resultado ser uma manobra política por se tratar de um ano eleitoral, o prefeito ressaltou que considera o governo federal um aliado, mas que não vai fazer política, pois neste caso o ministro foi irresponsável ao apresentar estes dados, que segundo ele, estão desatualizados.