Publicado em: terça-feira, 20/03/2012

Iraque tem série de atentados; pelo menos 42 pessoas morreram

Nesta terça-feira (20), o Iraque está sofrendo com uma série de atentados terroristas e ao menos 42 pessoas já foram mortas. Os ataques coincidem com a data do nono aniversário da invasão do Iraque. Além disso, a onda de violência ocorre somente uma semana depois da cúpula de chefes de estado árabes, que foi realizada em Bagdá. Fontes disseram para a agência Efe que os ataques foram cometidos, em sua maioria, por terroristas suicidas.

Os ataques atingiram principalmente Bagdá, Karkala, Kirkuk e Ramadi. Na capital foram três atentados. Um deles aconteceu perto do Ministério das Relações Exteriores. Os atentados deixaram 11 pessoas mortas e outras 37 estão feridas. A violência provocou incertezas com relação às medidas de segurança, que foram divulgadas para a comemoração da cúpula da Liga Árabe, que deve começar no dia 29 de março.

Nove anos depois da invasão

Depois de nove anos do início da invasão do país por um grupo internacional, comandado pelos Estados Unidos, o Iraque enfrenta uma onda de violência e gera dúvidas na população. O pior atentado acontecer na cidade de Karbala, localizada a 110 quilômetros ao sul da capital. Nesta região, dois carros explodiram perto de uma delegacia. Treze pessoas morreram com a explosão e 38 tiveram ferimentos.

Na cidade de Kirkuk, a 200 quilômetros ao norte de Bagdá, dois carros cheios de explosivos causaram a morte de 11 pessoas, sendo que 10 delas eram agentes de segurança. Outras 52 ficaram feridas em decorrência do ataque. Os demais atentados foram semelhantes nas cidades de Salah ad-Din, Babel e Al-Anbar, sendo que causaram a morte de sete pessoas e 59 ficaram feridas.