Publicado em: sábado, 10/03/2012

iPad 4G não terá supervelocidade no Brasil

A presidente Dilma Rousseff confirmou para maio a licitação de licenças para o uso do 4G em território brasileiro. Com o lançamento do novo iPad, realizado na quarta-feira, a pergunta que não quer calar entre os fãs do tablet é: se eu adquirir, na próxima semana, o novo modelo do tablet da Apple, nos Estados Unidos, que já vem com o 4G, poderei utilizar a tecnologia quando ela estiver disponível no Brasil para os testes de 2013?

A resposta para esta pergunta é não. Isso porque a frequência utilizada para o 4G em território norte-americano é muito diferente da que será utilizada no Brasil. Por isso não adianta se desesperar e acreditar que a supervelocidade do equipamento irá funcionar por aqui. Ela foi desenvolvida para atender ao 4G adotado nos Estados Unidos. Nem mesmo na Europa a tecnologia pode ser usada.

Novo iPad

O novo tablet da Apple foi lançado na última quarta-feira (7), em San Francisco, nos Estados Unidos. Acabando com vários rumores a respeito do que seria o novo iPad e suas novidades, o aparelho despertou o interesse dos fãs da empresa fundada por Steve Jobs, mas também deixou a desejar para alguns, que esperavam muito mais novos recursos do equipamento que revolucionou a tecnologia mundial.

O novo iPad, como foi chamado pela fabricante, possui uma tela de alta definição, e internet 4G, devido a tecnologia LTE. Porém, vale lembrar que o tablet funciona também em redes 3G. O novo iPad começará a ser vendido nos Estrados Unidos e mais nove países no próximo dia 16. Outros 26 países irão comercializar o produto em 23 de março, porém, o Brasil não está na lista e ainda não foi divulgado quando o tablet deve chegar por aqui.