Publicado em: quarta-feira, 29/02/2012

Interpol confirma prisão de 25 integrantes do grupo Anonymous

A Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) confirmou ontem, terça feira (28), a prisão de 25 hackers suspeitos de fazerem parte do grupo Anonymous em pelo menos quatro países.

As detenções ocorreram como parte de uma operação internacional, que iniciou ainda este mês, motivada por uma onda de ataques na rede procedentes da Argentina, Chile, Colômbia e Espanha, explicou a Interpol em comunicado.

Os ataques

Os ataques dos hackers tiveram como alvo os sites do Ministério da Defesa colombiano e da presidência do país, além da companhia Endesa no Chile e sua Biblioteca Nacional, entre outros portais.

“A operação foi realizada por agentes nacionais de Argentina, Chile, Colômbia e Espanha, sob a égide do Grupo Interpol da América Latina”, afirmou o diretor-executivo interino de serviços policiais da Interpol, Bernd Rossbach.

Os agentes também apreenderam 250 equipamentos informáticos e telefones celulares nos registros de 40 locais em 15 cidades, além de diversos cartões de crédito e uma alta quantia em dinheiro que, de acordo com os investigadores, servia para financiar atividades ilícitas dos hackers.

“Esta operação demonstra que a delinquência no mundo virtual tem consequências reais para as pessoas envolvidas e que internet não pode ser vista como um refúgio seguro para a atividade criminosa”, afirmou Bernd Rossbach.