Publicado em: sábado, 17/12/2011

Internautas usam Twitter e Facebook para protestar contra agressora de cão

A divulgação de um vídeo no YouTube mostrando uma enfermeira agredindo um cão da raça yorkshire até a morte mobilizou internautas durante a manhã de ontem (16). No Facebook e no Twitter, a mulher teve seu nome e números de telefone celular e residencial divulgados.

A agressora foi identificada como Camilla Corrêa Alves de Moura Araújo dos Santos, de 22 anos. Ela vive em Goiás com marido e o filho de três anos. Junto com xingamentos e protestos, até mesmo o endereço da enfermeira tem sido divulgado pelos usuários das redes.

As Polícias Civil e Militar usam as imagens divulgadas para investigar o caso na cidade de Formosa, que fica a 289 quilômetros de Goiânia. No Facebook, um link com uma foto e os dados da enfermeira, juntamente com o link do vídeo, tem sido amplamente compartilhado, somando um número cada vez maior de comentários.

Os investigadores estão fazendo um levantamento sobre o local onde pode ter ocorrido as agressões. A princípio, acredita-se que num condomínio vertical, dai as imagens. O animal é arremessado ao chão inúmeras vezes, além de ser chutado e ter sua cabeça atingida por um balde. As agressões acontecem em frente a criança.