Publicado em: terça-feira, 12/08/2014

Intel divulga primeira informações sobre novo chip para dispositivos móveis que consome até 2x menos de bateria

Intel divulga primeira informações sobre novo chip para dispositivos móveis que consome até 2x menos de bateriaA empresa Intel começou a divulgar informações detalhadas sobre as suas inovações tecnológicas para processadores, a Intel apresentou um novo chip que é chamado de Intel Core M que tem 14 nanômetros esse baseia na estrutura Broadwell, esta novidade da empresa pode auxiliar a Intel a aumentar sua presença em dispositivos mobiles em principal nos tablets.

O chip Core M foi criado para poder ter atuação em dispositivos que possuam até 9 milímetros de espessura e que também não possuem um sistema de ventilação, de acordo com informações do vice presidente da empresa, Rani Borkar, o novo chip tem aumentado em sete vezes a potência se comparados com seus antecessores, para a realização de tarefas gráficas e sua potência é aumentada em duas vezes quando para execução de tarefas computacionais corriqueiras.

No que se refere ao consumo de energia a Intel declara que a duração das baterias podem ser dobradas utilizando baterias que apresentem um tamanho ainda menor do que as que atualmente podem ser encontradas facilmente no mercado.

Os primeiros dispositivos contendo o novo chip da Intel devem começar a ser comercializados já no final deste ano, além destes muitos outros dispositivos devem ser disponibilizados no mercado já no início do ano 2015.

A Intel tem como meta principal fazer com que no ano que vem um número de 40 milhões de tablets já estejam no mercado utilizando o novo chip da Intel, os números que são levados em consideração para que a empresa alcance seu objetivo podem ser considerado muito grande o que faz da meta da empresa algo ambicioso para se alcançar, já que a Intel não faz parte do domínio quando o assunto é o setor de tecnologia móvel, diferente do que ocorre no setor de computadores onde a empresa aparece dentre as líderes do mercado, a liderança na área de tecnologia móvel fica com as empresas que dão licença para a tecnologia da ARM, em principal a Qualcomm que possuem os processadores Snapdragon.