Publicado em: segunda-feira, 26/03/2012

Integrantes do movimento sem-terra são assassinados no Triângulo Mineiro

Três membros do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST) foram achados mortos com tiros na cabeça na MGC-455, rodovia estadual que fica perto do distrito de Miraporanga, localizado a 40 quilômetros da cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. De acordo com as informações da polícia militar, dois mortos são homens com idade de 40 e 52 anos, já a mulher, 48 anos.

Segundo os policiais, os corpos de Nilton Santos Nunes e Valdir Dias Ferreira, estavam localizados do lado de fora do veículo, enquanto que o de Clestina Leonor Nunes estava dentro dele. Havia ainda uma criança de cinco aos, que estava no banco traseiro do carro quando o trio foi assassinado. Ela era neta de Nilton e Clestina, além de sobrinha de Valdir, e foi achada pelos bombeiros sem nenhum ferimento, porém em estado de choque.

Agora a polícia deve investigar se foi a menina conseguiu se esconder ou se os suspeitos de cometerem o crime é que optaram por poupá-la. “Ainda estamos em processo de apuração do caso. Colhemos informações no local e agora fica a cargo da Polícia Civil”, informou o sargento da polícia militar.

A menina contou aos policiais que dois sujeitos chegaram dentro de um carro prata, parando o carro dos sem-terra. Quando os dois homens saíram do carro para entender o que estava acontecendo, acabaram sendo baleados na cabeça. A mulher foi morta antes mesmo de tentar deixar o veículo.

A hipótese de latrocínio foi descartada pela policia já que o dinheiro que estava com Clestina, R$ 1.600, foi encontrado com ela e a documentação do grupo estava toda espalhada no chão. A suspeita é de que o assassinato seja um acerto de contas a respeito da participação deles no MLST.