Publicado em: domingo, 27/04/2014

Inside 3D Printing tem sua estreia no Brasil e traz novidades produzidas por impressoras 3D

Inside 3D Printing tem sua estreia no Brasil e traz novidades produzidas por impressoras 3DA conferência internacional “Inside 3D Printing” aconteceu nesse mês abril em São Paulo, em sua primeira vez no Brasil o evento trouxe milhares de novidades produzidas através de impressoras com a tecnologia 3D.

A tecnologia está cada vez mais avançada e as impressoras 3D fazem parte desse mercado, com elas podem ser produzidos objetos diversos que podem contribuir para o cotidiano das pessoas, na conferência foram apresentadas novidades desta tecnologia e alguns recursos inovadores que fazem com que os usuários destas impressoras tenham cada vez mais facilidade na criação de objetos através de sua utilização.

No evento foram demonstrados desde bonecos que foram criados a partir de fotografias, até capacetes e objetos que com sua criação já causam um impacto no Mercado Comercial, além disso durante a realização do Congresso, que ocorreu em dois dias foram realizadas palestras sobre as novidades já que atualmente a utilização das impressoras 3D está em alta.

O foco principal da feira é capacitar as pessoas que tenham interesse em ingressar no mercado das impressoras 3D, para isto profissionais de diversas áreas estiveram presentes, demonstrando a importância que a produção de objetos pelas impressoras 3D está abundantemente crescendo atualmente.

E as inovações e facilidades destas técnicas de produção de objetos podem ir além, já que podem ser criadas até mesmos próteses se utilizando desta tecnologia, esta semana uma reportagem mostrou a história de um norte-americano que utilizava uma prótese convencional e mesmo assim tinha dificuldade para executar alguns movimento com as mãos, mas através de uma prótese que foi produzida utilizando a impressora 3D, devolveu a ele a capacidade de execução de movimentos como dirigir e manusear objetos delicados, o custo da prótese produzida na impressora 3D foi muito menor do que o rapaz pagou pela prótese convencional.