Publicado em: sexta-feira, 08/02/2013

Inflação em janeiro tem índice mais alto desde 2003

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), índice oficial de inflação no Brasil, terminou o mês de janeiro tendo alta de 0,86%. Este é o mais alto valor para o primeiro mês do ano desde 2003 e o maior índice desde o mês de abril de 2005.

No mês de dezembro, o índice havia sido de 0,79%, o que fez com que o índice terminasse o ano com 5,84%. Nos últimos 12 meses até janeiro, o IPCA havia registrado aumento de 6,15% e ficou próximo ao teto na meta oficial de inflação, que era de 4,5%, tendo margem de dois por cento para mais e para menos.

Os itens que tiveram contribuições para o aumento do IPCA no mês de janeiro foram alimentação, que subiu de 1,03% em dezembro para 1,99% no mês de janeiro e os artigos de residência, que teve aumento de 0,27% para 1,15%.

O aumento só não sofreu mais pressão devido à deflação de 0,20% em habitação graças a queda da tarifa da energia elétrica, que esteve 3,1% menor.

Chuvas e Alimentos

Nos itens presentes no grupo de alimentação, as grandes pressões vieram do valor do tomate, que teve expressiva de 26,15% apenas durante o mês de janeiro deste ano.

A quantidade excessiva de chuvas chegou a afetar outros produtos in natura, que tiveram aumento forte, como a batata que subiu 20,58%, a cebola subiu 14,25% e as hortaliças que tiveram valor 10,86% maior. Houve também aumento no valor cobrado pelo frango que aumentou 4,75% e das carnes que subiram 1,16%, que são itens que tem grande importância no dia-a-dia das famílias brasileiras.

Com estes aumentos, este grupo de alimentação foi também o que registrou o maior crescimento nos meses de janeiro desde o ano de 2003.