Publicado em: quinta-feira, 08/08/2013

Inep irá disponibilizar pagamento de R$ 400 para que alunos de medicina façam o pré-teste Revalida

Inep irá disponibilizar pagamento de R$ 400 para que alunos de medicina façam o pré-teste RevalidaO governo federal irá gastar cerca de R$ 1,5 milhão para que possam oferecer o benefício do pagamento de R$ 400 reais, destinados a estudantes de Medicina que tiverem participação no pré-teste do Exame Nacional de Revalidação do Diploma Médico, este exame é aplicado para reconhecimento dos diplomas dos profissionais com formação em outro país ou para alunos que estejam no último ano da faculdade e desejem calibrar a prova.

As informações referentes ao pagamento estão sendo feitas através de comunicados emitidos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais e repassado aos coordenadores das instituições que estiverem selecionadas para realização do Revalida.

O Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais que é diretamente ligado ao Ministério da Educação será o responsável em aplicar as provas que vão ser realizadas no próximo dia 25 de agosto.

O INEP já havia divulgado no mês de Julho que os estudantes que iriam prestar o exame teriam um incentivo, porém não se sabia que ia ser feito em dinheiro por meio de pagamento direto aos estudantes.

A participação nesse exame é facultativa e o instituto e especialistas envolvidos estavam preocupados com a participação desses alunos, eles previam que acontecesse uma queda nestes números e segundo eles os resultados permitirão ajustes nas edições seguintes do exame.

Por meio de nota oficial o INEP declarou que não há bases legais que permitam que sejam associados diretamente o pagamento desse benefício com a obrigação do pagamento de taxa que é feita na inscrição para realização do exame para residência médica.

O teste será feito por alunos que freqüentam as 32 instituições que disponibilizam cursos de medicina, sendo 17 dessas universidades privadas e 15 fazem parte da rede pública.

Os exames são iguais aos realizados por médicos do exterior que desejam vir ao Brasil para trabalhar, mas os estudantes brasileiros só realizarão a parte teórica da prova.

Para ter direito ao Benefício dos R$ 400 reais, basta que o aluno interessado comprove sua participação assinando a lista de presença e não ter sua prova anulada ou com nota zerada.

O INEP relata que esses benefícios sejam utilizados para pagamento referente a programas de residência, porém declara que há obrigação em provar qual o destino que foi dado ao dinheiro.