Publicado em: quinta-feira, 28/06/2012

Indústria brasileira alcança 1 milhão de vagas nos últimos quatro anos mesmo com crise mundial

Embora tenha sido fortemente afetada pela crise econômica mundial, a indústria no país conseguiu criou 920 mil postos de trabalho no período de 2007 e 2010. Esses dados fazem parte da Pesquisa Industrial Anual que foi divulgada hoje, pela manhã. O órgão responsável por esta pesquisa é o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados indicam que houve um aumento da quantidade de pessoas empregadas pelo setor. Em 2010 o setor já oferecia trabalho para pelo menos 8,4 milhões de pessoas. Isso significa que o Brasil estava ultrapassando a crise mundial e continuava a se desenvolver. Além do aumento de postos de trabalho, cresceu o número de fábricas abertas entre 2009 e 2010. Comparando-se 2007 e 2010, 671 novas unidades foram abertas no país. Em 2010, o total de fábricas chegou a 299.753 mil. Esse número é um pouco menor do que aquele identificado em 2008, em que totalizava 309.089.
IBGE apura receita liquida de vendas nas indústrias brasileiras no período

O IBGE também fez um levantamento sobre a receita líquida de vendas no período. Segundo os dados, o total do período chegou e R$ 2 trilhões. Esse valor, quando dividido entre as empresas mostra uma média de pelo menos R$ 6,5 milhões cada uma. Em 2007 a receita foi de R$ 1,4 trilhão e em 2008 chegou a alcançar R$ 1,7 trilhão. Depois da crise, em 2009, houve uma queda e a receita do ano fechou em R$ 1,6 trilhão em 2009. Com o aumento da geração de lucro, também houve um constante gasto com investimentos e pessoal. Houve, por exemplo, aumento dos gastos com remuneração que passou de R$194 bilhões em 2007 para R$ 278 bilhões em 2010. Também houve aumento nos valores gastos com equipamentos.