Publicado em: terça-feira, 15/05/2012

Indonésia proíbe show de Lady Gaga

O show da cantora Lady Gaga, que seria realizado em Jacarta no dia 3 de junho, foi cancelado pela polícia da Indonésia. A apresentação foi proibida depois que os islamitas fizeram diversas reclamações sobre a artista, a quem chamam de “satânica”. Lady Gaga é famosa não somente por suas músicas e estilo irreverente, mas também por lutar em defesa dos direitos homossexuais.

A confirmação de que o show foi proibido foi dada pelo porta-voz da polícia nacional, Saud Usman Nasution para a agência de notícias France Presse. Ele afirmou que a polícia não dará a autorização para que a apresentação da cantora seja feita em Jacarta. O policial afirmou que a apresentação poderá ser cancelada caso a polícia de outra cidade não conceda a autorização.

Reclamação

A proibição feita pela polícia nacional foi uma medida que seguiu as recomendações da força policial da capital do país. A força policial, por sua vez, tinha recebido uma reclamação feita pelo Conselho de Ulemás, que é uma importante instância religiosa na Indonésia.

Esta medida seguiu como uma forma de prevenção a possíveis ataques da Frente dos Defensores do Islã (FPI), que garantiu que iria reunir 30 mil pessoas na capital para que Lady Gaga fosse impedida de fazer seu show. O grupo é famoso por realizar ataques violentos em casas de massagem e bares. As 5 mil entradas para a apresentação de Lady Gaga foram vendidas em Jacarta.