Publicado em: segunda-feira, 24/02/2014

Imunoterapia cura leucemia em 88% dos casos

Imunoterapia cura leucemia em 88% dos casosA cura para a leucemia pode estar mais próxima do que imaginávamos, cientistas norte-americanos conseguiram ótimos resultados no tratamento da doença. A técnica utilizada é fazer com que o sistema imunológico do paciente mate as células cancerígenas, eliminando a doença em 88% dos casos.

Publicado na revista “Science Translational Medicine” na última quinta-feira (19), os resultados demonstraram resultados bastante positivos. Os estudos foram realizados com 167 pessoas com diferentes tipos de doenças sanguíneas, dentre elas a leucemia aguda (LLA). Apenas nos EUA, mais de mil pessoas morrem de leucemia todos os anos. A doença em si tem cura, mas alguns pacientes tornam-se menos suscetíveis ao tratamento.

Alguns pacientes não conseguiram erradicar a doença completamente, e ao iniciar os testes com a imunoterapia, viram que esta seria uma alternativa para quem buscava a cura para a leucemia. De acordo com a pesquisa, apenas 30% dos pacientes que ainda apresentavam a doença, seriam capazes de serem curados através da quimioterapia.

O tratamento consiste em retirar células T e fazê-las com que destruam as cancerígenas. Sem esta alteração, não seria possível o combate da doença, pois as células T não são capazes de exterminar a leucemia.

Em 2013, cinco pessoas foram curadas com a imunoterapia e desde então, mais de 80 pessoas entraram no programa na esperança de conseguir o tratamento. No fim do mesmo ano, cientistas apresentaram os resultados à comunidade cientifica no encontro da Sociedade Americana de Hematologia, ocorrido na Pensilvânia.