Publicado em: sexta-feira, 22/08/2014

Impressora 3D pode levar de 5 a 10 anos para que seu uso seja popularizado

Impressora 3D pode levar de 5 a 10 anos para que seu uso seja popularizadoSegundo uma consultoria, a utilização de impressoras 3D pode levar de 5 a 10 anos para que sua utilização seja popularizada, mesmo sendo muito falada à respeito a tecnologia ainda não é muito popularizada no que diz respeito aos consumidores, essas informações constam em um relatório da consultoria de mercado Gartner.

Por meio da utilização de impressoras com a tecnologia 3D é possível reproduzir materiais a partir de um desenho realizado em 3D também, com isso os consumidores que desejarem podem reproduzir o desenho em objetos, geralmente a matéria prima mais utilizada é o plástico, para algumas pessoas esse recurso, a medida em que for se tornando mais popular, pode contribuir para a revolução da indústria, já que com a impressora qualquer pessoa poderia fabricar em casa suas próprias ferramentas.

Segundo o levantamento existe atualmente no mercado 40 empresas que fabricam impressoras com tecnologia 3D para grandes empresas e mais de 200 que fazem materiais que são diretamente voltados para o usuário final, esses materiais tem seu preço variável em algumas centenas de dólares, porém quando se volta para o público geral, o valor ainda pode ser muito elevado, no Brasil, exemplificando, existem modelos que estão sendo vendidos a um valor que fica em torno de R$ 4 mil.

De acordo com Pete Basiliere, que é vice-presidente da pesquisa da empresa Gartner, todo o efeito que é feito em torno das impressoras com tecnologia 3D termina escondendo que para a tecnologia 3D são envolvidos todos um conjunto de softwares, hardwares além dos materiais que serão utilizados para a produção das peças, segundo Pete, esse processo é muito complexo já que na escolha dos materiais para produção das peças é necessário se ter em mente a qualidade das mesmas e também a durabilidade, feito isso a escolha que precisa ser feita é da tecnologia que mais é benéfica para a produção e finalmente a melhor impressora para produzir as peças.

Com tudo isso a consultoria responsável pela pesquisa acredita que alguns anos serão necessários para que as aplicações de protótipos 3D e a sua utilização em utensílios médicos se consolidem de maneira rápida, futuramente a Gartner acredita que as impressoras 3D, em dez anos, solidifiquem seu desenvolvimento juntamente com a tecnologia macro que podem ser utilizadas para impressões de peças grandiosas como casas.