Publicado em: quarta-feira, 10/08/2011

IGP-M sobe 0,22%, segundo pesquisa da FGV

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) subiu 0,22%. A variação positiva pode ser percebida nos custos do atacado e do varejo que voltaram a subir, que acabou contrabalançando uma queda nas construções. A porcentagem foi a primeira prévia de agosto, no mesmo período no mês de julho houve uma queda de 0,21%, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira, 10. Outro índice que aumentou foi o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que subiu 0,28%, contra a queda de 0,36% no mês passado.

O IPA agrícola passou de uma queda de 1,17% na primeira prévia do mês de julho e subiu 0,80% neste mês de agosto. Já o IPA industrial passou de uma diminuição de 0,07% em julho para um aumento 0,10% em agosto. As maiores altas de preços de maneira individual no atacado foram nas carnes bovinas e suínas, no açúcar cristal e na soja em grão.

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) cresceu 0,07% em agosto segundo as pesquisas feitas pela FGV, a variação negativa no mês anterior foi de 0,20 por cento. Os custos dos alimentos têm um ritmo de queda menor este mês. A diminuição passou de 1,09% para apenas 0,25 por cento.

Os maiores aumentos no preço individual do varejo aconteceram, segundo a pesquisa feita pela FGV, no preço dos alugueis residenciais, nos planos e seguros de saúde, no preço do limão, da vagem e também do leite longa vida. Outro índice que cresceu 0,16% foi o Índice Nacional de Custo de Construção (INCC).