Publicado em: terça-feira, 12/08/2014

Idosos, deficientes e portadores de doenças graves devem consultar possíveis pendências junto à Receita Federal

Idosos, deficientes e portadores de doenças graves devem consultar possíveis pendências junto à Receita FederalA consulta dos pagamentos do 3º lote do Imposto de Renda já foram liberadas pela Receita Federal na última sexta-feira, a disponibilização irá ocorrer nesta sexta-feira dia 15, segundo informações do supervisor Nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir, pessoas que possuem enfermidades graves, idosos e portadores de necessidades especiais que não estiverem inseridos nesta lista para o recebimento, devem procurar por possíveis pendências existentes em suas declarações através dos canais de atendimento da Receita Federal.

Possivelmente os inseridos nesta classe que não receberam a instituição podem ter caído na malha fina, o mesmo vale para aqueles que realizaram suas declarações na primeira semana, as consultas podem ser realizadas através do site da Receita Federal ou por meio de contato telefônico.

Para aqueles que desejam realizar suas consultas devem informar para a Receita o número do CPF, bem como a data de nascimento, além de ter de informar também os números referentes aos recibos das declarações de 2013 e também deste ano, caso a pessoa não tenha esses números será necessário que a mesma procure por uma unidade da Receita Federal para que seja realizado o atendimento.

Estão previstos para receber neste 3º lote do Imposto de Renda pouco mais de 1.620 milhão contribuintes, esses números também contém as malha finas registradas desde o ano de 2008 até 2013.

Caso os contribuintes tenham problemas em suas declarações e tenham caído na malha fina é possível que este realize uma declaração retificadora para que os erros sejam corrigidos, porém o contribuinte não tem a possibilidade de realizar esta declaração direto via sistema é importante ressaltar que nesses casos não é permitido ao contribuinte realizar mudanças na forma de tributação que já foi selecionada.

Os contribuintes podem verificar sua situação junta a Receita Federal e através do extrato da declaração do Imposto de Renda é possível que este tome conhecimento de qual ou quais foram os erros cometidos no ato da declaração que levaram este a cair na malha fina.