Publicado em: sábado, 17/03/2012

Identidade de militar dos EUA que matou civis é revelada

Nesta semana, uma autoridade dos Estados Unidos, que se declarou sob anonimato, revelou sem muitos detalhes a identidade do sargento norte-americano que realizou um massacre no Afeganistão. Robert Bales está sendo acusado de assassinar 16 civis no domingo passado.

O sargento norte-americano teria saído da base do Exército onde estava no meio da noite, na província de Kandahar, para exterminar com diversos civis locais. Ele disparou sua arma em suas aldeias próximas de seu quartel e conseguiu tirar a vida de 16 inocentes, inclusive crianças e mulheres. A tragédia serviu somente para aumentar as tensões entre Washington e Cabul, cuja relação já estava balançada desde que soldados norte-americanos queimaram exemplares do Corão em uma base do Exército dos EUA.

Pena de morte

Na sexta-feira (16), o sargento Robert Bales chegou aos Estados Unidos e imediatamente foi encaminhado para uma prisão militar no estado do Kansas. Não está determinado ainda quando Bales irá se submeter ao julgamento. De acordo com o secretário de defesa norte-americano, Leon Panetta, os resultados das investigações podem causar até mesmo a pena de morte para o sargento.

Líderes do Afeganistão, por sua vez, desejam que o acusado responda pelos assassinatos que cometeu. Hamid Karzai, presidente do Afeganistão, fez duras críticas com relação aos assassinatos. As declarações foram feitas um dia após o presidente afegão afirmar que as forças internacionais devem deixar seu país dois anos antes do prazo determinado para que os soldados norte-americanos sejam totalmente retirados do território afegão.