Publicado em: segunda-feira, 12/12/2011

Ideli afirma que Pimentel tem apoio da presidente

A ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, afirmou nesta segunda-feira (12) que o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, conta com o apoio da presidente Dilme Rousseff (PT). O ministro foi acusado de irregularidades por ter prestado serviços de consultoria com a sua própria empresa, P-21, com os quais teria lucrado R$2 milhões. Pimentel alega que a consultoria foi realizada enquanto ele não ocupava nenhum cargo público.

Em entrevista sobre a situação de Pimentel no Planalto, Salvatti afirmou “temos, em primeiro lugar, o apoio da presidenta. Ele [Pimentel] acompanhou a presidenta na viagem importante que aconteceu nesse final de semana na Argentina e temos convicção de que o ministro Pimentel tem prestado todos os esclarecimentos”. A viagem à qual a ministra se refere foi à Argentina, para que a presidente pudesse acompanhar a cerimônia de posse de Cristina Kirchner, que venceu a reeleição.

De acordo com Salvatti, não há necessidade de levar o caso ao Congresso, pois os líderes na Câmara e no Senado teriam considerado as explicações de Pimentel “satisfatórias”. “Portanto não há necessidade de levar o assunto para o Congresso”, afirmou. Ao mesmo tempo, a oposição vem tentando fazer com que um inquérito seja aprovado para que Pimentel tenha que prestar novas explicações.

O período no qual o serviço de consultoria foi prestado foi entre 2009 e 2010. De acordo com uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo, a empresa teve contratos com a prefeitura de Belo Horizonte enquanto o ministro era prefeito da mesma cidade.