Publicado em: sábado, 26/05/2012

Ibovespa termina a semana em alta e zera as perdas da semana

Depois de passar boa parte da semana em baixa depois dos resultados anunciados sobre a crise européia, a Bovespa terminou a sexta-feira em alta e com índice de perdas praticamente zerado. O que contribuiu para o aumento da bolsa ontem foi o setor de construção liderando o movimento de correção técnica na bolsa paulista. O Ibovespa terminou a sessão com alta de 0,74 por cento, a 54.463 pontos. O giro financeiro do pregão de ontem alcançou 5,59 bilhões de reais. A variação da semana ficou quase zerada com 0,09% negativo, no entanto no mês a queda já chega a 11,9%. De acordo com o operador na corretora Renascença, Luiz Roberto Monteiro, o noticiário fraco do exterior permitiu esses ajustes.

Ações de construtoras deixaram a bolsa em alta ontem

O motivo para a redução da variação negativa de ontem foi a alta das bolsas das construtoras que puxaram o índice para cima. Exemplo disso é a PDG Realty que subiu 5,57%, fechando a R$ 3,60. Também apresentaram alta as ações da Cyrela que cresceram 4,95%, terminando a sessão em R$ 14,85. A maior alta foi da Brookfield que fechou com aumento de 9,46 %, cotada a 4,05 reais. Esse é um setor que enfraqueceu durante o ano, acumulando queda de 37,2% para a PDG Realty e mais 15,09% para Brookfield.

Dados americanos melhoram a bolsa brasileira

O que contribuiu para melhorar os ânimos da bolsa brasileira foi os dados novos sobre a confiança do consumidor nos Estados Unidos. Eles foram divulgados na manhã de ontem e implicaram nessa melhora dos números nos Brasil. Uma pesquisa realizada pela Thomson Reuters/Universidade de Michigan mostrou que a confiança do consumidor bateu o recorde dos últimos quatros anos no mês de maio. A Bovespa só não aumentou mais em função da queda das blue chips.