Publicado em: quarta-feira, 31/08/2011

IBGE registra queda de 0,3% na produção industrial do país

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou nesta quarta-feira (31) que a produção industrial do Brasil se contraiu em 0,3% em julho deste ano em relação ao mesmo mês de 2010, após dois meses de crescimento. O resultado de julho veio a confirmar a tendência de desaceleração do setor industrial neste ano após o grande crescimento em 2010 que atingiu 10,5%, a maior expansão já registrada em 24 anos. Já em comparação a junho deste ano, a produção de julho foi 0,5% maior.

Nos sete primeiros meses do ano de 2011 a produção nas fábricas brasileiras cresceu 1,4%, já no ano passado no mesmo período a produção atingiu um aumento de 15%, segundo informações do IBGE. A produção acumula dos últimos 12 meses até o mês de julho foi de apenas 2,9%, muito abaixo dos 8,3% que foram registrados entre agosto de 2009 e julho de 2010.

A diminuição na aceleração da produção industrial do país está de acordo com desaceleração da economia brasileira, que em 2011 tem previsto apenas um crescimento de 4%. O que nem se compara aos 7,5% de crescimento registrado no ano passado, também o maior índice dos últimos 24 anos. O IBGE ainda revelou que 15 dos 27 setores que foram analisados pela pesquisa já apresentaram queda de produção.

As quedas são atribuídas às reduções das exportações devido à valorização do real, que acabou reduzindo o poder de competitividade das indústrias brasileiras, outro motivo foi à crise econômica que os países importadores sofreram nos últimos tempos.