Publicado em: sexta-feira, 14/03/2014

IBGE aponta aumento de 0,4% nas vendas no varejo. Na comparação com 2013, índice teve alta de 6,2%

IBGE aponta aumento de 0,4% nas vendas no varejo. Na comparação com 2013, índice teve alta de 6,2%Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE ) apontam para um crescimento de 0,4% nas vendas do comércio varejista brasileiro em janeiro. O número, divulgado na última quinta-feira (13), representa uma grande evolução no índice, já que dezembro registrou queda de 0,2%s nesta quinta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em dezembro de 2013, o indicador havia mostrado leve queda de 0,2%.

O crescimento anual de 2013 nas vendas do comércio chegou a 4,3%. Apesar de o índice revelar alta, este foi o pior rendimento desde 2003, quando foi registrada queda de 3,7%. Na comparação entre os meses de janeiro de 2013 e 2014, foi identificada alta de 6,2% neste ano. Em 12 meses, o indicador acumula o mesmo índice de alta de 2013, 4,3%.

Entre os setores analisados pelo IBGE, apenas a atividade que comporta equipamentos e material para escritório, informática e comunicação registrou baixa, com índice de -4,6%. A queda foi puxada pela variação nos preços de microcomputadores. Já os segmentos com variações mais importantes foram de produtos alimentícios, bebidas e fumo, com 5,5%; artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos, com variação de 13,6%; e outros artigos de uso pessoal e doméstico, com 7,6%.

Resultados positivos em todo o país

Todos os Estados tiveram resultados positivos na comparação anual, com destaques para o Acre, com 13,7%, Rondônia, com alta de 11,0%, e Tocantins, com 10,7%. Já nos índices de participação na composição da taxa do comércio varejista, estiveram no topo do ranking São Paulo, com participação de 6,4%, Rio de Janeiro, com 4,8%, e Minas Gerais, que registrou 5,9% no período.

Sem levar em consideração a inflação, o balanço entre receitas e despesas no comércio cresceu 0,9% no período. Já no acumulado de 12 meses, foi registrado avanço foi de 11,90%. Na comparação com janeiro de 2013, houve alta de 12,5%.