Publicado em: sexta-feira, 13/04/2012

Humberto Costa será relator do caso Demóstentes

Humberto Costa será relator do caso DemóstentesDepois de cinco senadores terem recusado o cargo, Humberto Costa (PT-PE) aceitou fazer a relatoria do processo de quebra de decoro de Demóstenes Torres (GO) no Conselho de Ética do Senado. O Senador está sendo acusado de envolvimento com o empresário do jogo do bicho, Carlinhos Cachoeira. Cachoeira já foi preso na Operação Monte Carlo e, depois disso, várias denúncias surgiram contra o senador. De acordo com o regimento interno da Casa, a escolha do relator se dá por sorteio, no entanto os primeiros cinco recusaram o trabalho. Humberto Costa argumentou que na oposição que ocupa, principalmente por fazer parte da base governista, não poderia dizer não a tarefa. No entanto, ele disse que compreende as razões pelas quais os demais negaram a relatoria.

Segundo Costa alguns dos sorteados já se confrontaram com Demóstenes em outras ocasiões e isso poderia gerar questionamentos futuros, por isso se recusaram a aceitar o cargo. Outros também se sentiram constrangidos em ter que determinar uma pena a um colega. Depois do sorteio Humberto Costa disse que até a próxima terça-feira vai anunciar um plano de trabalho. Disse também que o Conselho de Ética deverá ouvir o senador. Ele compareceu à reunião do Conselho e disse que apresentará sua defesa em até 10 dias como diz o regimento interno. Segundo o senador, sua inocência será comprovada.

Demóstenes apareceu no Senado na quarta-feira

Quarta-feira Demóstenes compareceu no Senado e foi notificado da abertura de processo no Conselho de Ética. Além do problema com a relatoria, a escolha do presidente do Conselho também ficou indefinida e só foi escolhido ontem. Jayme Campos (DEM-MT) estava impedido de ocupar o cargo e o PMDB tinha vontade de indicar alguém. No entanto, em função do regimento interno o senador Antônio Valadares (PSB-SE) ficou como presidente. Ele já havia ocupado o cargo na terça-feira, por ser o mais antigo dentro do grupo.