Publicado em: quarta-feira, 13/07/2011

Hugo Chávez admite possibilidade de quimioterapia para tratamento

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, informou nesta quarta-feira (13) que talvez tenha que passar por sessões de radioterapia e quimioterapia para concluir o tratamento contra câncer. O venezuelano foi diagnosticado com a doença durante sua viagem a Cuba, quando fez uma cirurgia que descobriu a condição do presidente. O tumor que foi retirado ainda no mês de junho tinha o tamanho de uma bola de beisebol, contou Chávez.

Chávez ficou um mês longe do seu país e retornou no dia em que começaram as comemorações ao Bicentenário da Independência. O anúncio oficial confirmando o estado de saúde do presidente foi feito alguns dias antes do seu retorno a Venezuela, pois já estavam surgindo boatos e especulações quanto aos motivos para estar longe do governo. Mesmo em casa para o Bicentenário, Chávez só fez o discurso de abertura direto do Palácio do governo.

Em entrevista concedida à TV estatal, Chávez afirmou “tenho um câncer, mas não como alguns queriam. Estamos começando uma segunda etapa do tratamento, e talvez a terceira seja um pouco mais dura para blindar meu corpo dessas células malignas.” Quanto ao início do tratamento, o presidente reforçou que deve ser seguidos os mesmos passos de qualquer outro caso, observando o desenvolvimento dos diagnósticos.

Ainda não se sabe ao certo onde foi localizado o câncer de Chávez, mas ele desmentiu os boatos de que teria operado o intestino. Por ser necessário descansar durante a fase de recuperação, Chávez tem feito menos aparições públicas, mas continua se comunicando via Twitter com seus seguidores.