Publicado em: terça-feira, 28/02/2012

HSBC lucra quase 17 bilhões de dólares em 2011 e tem 28% de aumento

O banco HSBC, considerado um dos maiores do mundo, divulgou o relatório de 2011 nesta segunda-feira (27). Os dados mostraram um lucro líquido anual de 16,8 bilhões de dólares em 2011, o que significa um aumento de quase 28% em relação a 2010. O banco não sofreu tantos impactos da crise, pois contrabalanceou o impacto dos problemas econômicos europeus com a sua forte implantação em mercados abrangentes.

De acordo com as previsões de analistas, o lucro bruto do grupo HSBC foi de 21,9 bilhões de dólares, sendo que foram as atividades de Hong Kong e na região Ásia-Pacífico as responsáveis por quase 61% deste resultado. A Europa contribuiu com apenas 21,3% dos lucros.

Segundo o conselheiro-delegado do HSBC, Stuart Gulliver, 2011 pode ser considerado como um ano recorde na atividade de banco comercial. Esse setor da empresa representou 36% do lucro bruto, sendo 4% a mais que 2010, quando chegou a 32%.

HSBC toma medidas para reduzir gastos

O HSBC anunciou em agosto de 2011 a diminuição de 30 mil vagas de empregos. Esse valor equivale a um corte de 10% no número de funcionários de todos os países até 2013. O objetivo da medida é reduzir os gastos em 3,5 bilhões de dólares. Embora o banco tenha apresentado esse corte no quadro de funcionários, também serão contratadas cerca de 15 mil pessoas nos países emergentes até 2014.

Além disso, o banco passa por um processo de reestruturação desde 2008, quando conseguiu sair da crise sem ajudas públicas. No ano passado foram vendidas 195 agências de varejo nos Estados Unidos e a empresa já anunciou também a cessão de sua atividade de cartões de crédito em 2012.