Publicado em: segunda-feira, 05/03/2012

HRT registra prejuízo de R$ 135,7 milhões no 4o trimestre de 2011

A HRT anunciou na última sexta-feira (2), um prejuízo de R$ 135,7 milhões no quarto trimestre. No mesmo período de 2010 as perdas foram de R$ 72,7 milhões. A empresa de petróleo, que ainda está em fase pré-operacional, teve uma receita de R$1,6 milhão, o que é um valor inferior aos R$6,2 milhões do ano anterior.

A geração de caixa, que é medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi negativa em R$ 167,9 milhões no quarto trimestre do ano. Em 2010 o resultado do mesmo período também foi negativo no valor de R$ 105,2 milhões. Durante do o ano de 2011, o prejuízo foi de R$ 304 milhões. Essa perda é duas vezes maior do que aquela contabilizada em 2010.

A HRT fechou 2011 com R$1,5 bilhão em caixa, o que equivale a uma queda de 38,5% no ano, em função da aceleração de campanhas exploratórias de petróleo e gás. Em nota, a empresa informou que ajustou seu programa de trabalho, assim como o orçamento, para fazer investimentos no Solimões e na Namíbia. O objetivo é que os gastos sejam cobertos pelo valor em caixa.

A HRT informou que a companhia acredita que assim terá capacidade de extrair uma quantidade máxima dos ativos em seu portfólio e, ao mesmo tempo, oferecer retorno aos seus acionistas. A empresa não detalhou valores sobre os investimentos de 2012.

O Grupo HRT é formado por uma das maiores empresas de exploração de óleo e gás natural do Brasil, a HRT Oil & Gas. A empresa opera na extração de óleo e gás na Bacia do Solimões (AM) e na Namíbia, na costa oeste da África. De acordo com informações retiradas do site da companhia, a HRT emprega 600 funcionários diretos e três mil indiretos. No Brasil, a companhia detém ainda 10% de participação em três blocos exploratórios: na Bacia do Recôncavo (BA), na Bacia do Espírito Santo (ES) e na Bacia do Rio do Peixe (PB). A empresa surgiu em 2009 em 2010 entrou no Novo Mercado da Bovespa.