Publicado em: quinta-feira, 12/04/2012

Hospital dá ácido ao invés de sedativo pra menino em Minas Gerais

Durante a última terça-feira (10), uma criança precisou ser encaminhada até o Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Felício Rocho, na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais, após ter sido medicada com ácido no Hospital São Camilo, na mesma cidade. Segundo a direção do hospital, a técnica de enfermagem que foi responsável pela troca do medicamento já foi afastada.

José Guerra, diretor do São Camilo, contou que a criança deu entrada no local na noite de domingo (8) em razão de ter batido a cabeça em casa. Então foi indicada a necessidade de uma tomografia e para isso é preciso que o paciente tome um sedativo antes. Contudo, ao invés deste medicamento, a técnica de enfermagem deu um ácido para a vítima.

A criança de dois anos sofreu queimadura na boca e por isso está tendo dificuldades para se alimentar. De acordo com o médico, ela foi transferida para poder receber um tratamento mais adequado. A criança está em estado estável e não corre risco de morrer. O menino está sendo tratado com analgésicos para que não sinta dor devido à inflamação na boca, na garganta e no esôfago. A criança ficará internada por aproximadamente duas semanas e ainda não há como saber se terá sequelas.

Para o pai do menino, Rogério de Matos Novais, isso era algo que ele jamais esperava que pudesse acontecer dentro de um hospital. Ele contou que a sorte foi que o garoto cuspiu e não chegou a engolir o remédio todo.