Publicado em: quarta-feira, 15/02/2012

Horário de verão termina no dia 26 de fevereiro

Termina no próximo dia 26 o maior período de horário de verão desde 1985. Diferentemente do que aconteceu nos anos anteriores, quando o horário se encerrava no terceiro final de semana do mês de fevereiro, este ano ele irá terminar mais tarde por causa do carnaval.

Com 133 dias de duração, o horário de verão começou em 16 de outubro de 2011 e o prazo para que ele volte ao funcionamento normal está previsto para 0h no dia 26 de fevereiro, quando os relógios deverão ser atrasados em uma hora em 10 estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, e ainda Bahia e Distrito Federal que também adotam o horário.

O objetivo do horário de verão é deixar os dias mais longos para reduzir o consumo de energia e fazer um melhor aproveitamento da luz do sol durante o verão. No mesmo período, em 2011, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) calculou uma economia para o Brasil variando de R$ 75 milhões a R$ 100 milhões durante o período. Estima-se uma diminuição da demanda chegou a 4,6%, ou seja, 2.650 megawatts (MW). Este ano ainda não foi feito o levantamento do sistema operacional do sistema elétrico, mas os dados devem ser divulgados assim que o horário voltar ao normal.

A decisão em aderir ou não ao horário de verão depende de cada estado. Este ano a Bahia decidiu utilizá-lo para estar em sincronia com expediente bancário e horários de escritórios de empresas das regiões Sul e Sudeste.

Desde 2008, graças a um decreto do ex-presidente Lula, o horário de verão inicia-se no terceiro domingo de outubro de cada ano e dura até o terceiro domingo do mês de fevereiro. Entretanto, quando a data de término da medida coincidir com o carnaval, o encerramento é adiado até o domingo seguinte. É o que acontece em 2012, com a data festiva acontecendo entre os dias 18 e 21 de fevereiro. A intenção em não mudar durante o carnaval é evitar que a população acabe esquecendo de ajustar seus relógios. Além disso, é uma forma de não confundir os turistas, o que poderia causar transtornos com horários de transportes.