Publicado em: terça-feira, 06/03/2012

Homem se prende a árvore em protesto no Paraná

O empresário Carlos Eduardo Andersen, 27, se acorrentou a uma árvore às 7h da manhã de segunda-feira (5) e ficou preso até às 19h. Já na manhã desta terça-feira (6), ele voltou a se prender na árvore às 7h e saiu às 11h. A decisão de se desacorrentar da Paineira Rosa, que fica no bairro Boa Vista, em Curitiba, surgiu depois que o manifestante conversou com o vereador Paulo Salamuni (PV), que deu a garantia de que a Prefeitura não iria mais cortar a árvore.

De acordo com o parlamentar, não houve a emissão de nenhum documento, mas ele acredita que o governo não irá cortar a árvore, pelo menos por enquanto. A princípio, deveria ser apenas uma atividade de rotina, mas acabou tomando proporções muito maiores depois que Andersen passou mais de 16 horas acorrentado à árvore.

De acordo com o vereador, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente garantiu que não há unanimidade a respeito do corte da árvore. Técnicos do órgão se reunirão com Andersen, moradores que assinaram o abaixo-assinado contra o corte e outros cidadãos que estão favoráveis ao corte da árvore para discutir a questão, embora ainda não tenha sido definida data para isso.

Andersen disse que tentou pedir informações para a Prefeitura por meio dos contatos disponíveis, como o portal na internet e o telefone 156, mas não foi atendido em nenhum dos meios. Ele afirmou que o cidadão não possui o direito de ter uma resposta para uma questão que ele considera plausível e que a única coisa que pedia para o governo era que apresentasse uma justificativa para o corte da árvore.