Publicado em: sábado, 03/03/2012

Homem processa Google por capturar imagens suas urinando no jardim

O veículo do Google Street View captura imagens por onde passa e não quer saber o que as pessoas estão fazendo no momento que as imagens são coletadas. Porém, nem todos gostam desta “invasão de privacidade”. Exemplo disso é um processo que foi aberto na cidade francesa de Angers por um homem que foi fotografado urinando no jardim de sua casa. O homem processou o Google depois que a foto foi publicada pelo Street View.

Depois que sua imagem veio a público, o homem, de 50 anos, afirma que ficou motivo de piada no povoado em que mora, uma comunidade rural que possui aproximadamente três mil habitantes, localizada na região de Maine e Loira. O advogado do homem, Jean-Noel Bouillaud, afirma que esta questão é um problema democrático, e diz que “todos têm o direito de viver em um certo segredo”. O advogado afirma que o caso é cômico, mas que poderia ter sido de outra forma, sendo que seu cliente poderia estar com outra mulher que não fosse a sua, causando um grave problema.

Indenização e exigências

O Google faz a pixelização das imagens antes de colocar no serviço Street View, porém o homem exigiu que sua imagem fosse retirada imediatamente. Além disso, ele entrou com uma ação por danos morais e pede US$ 10 mil. O advogado do Google, que não precisou se apresentar nos tribunais até o momento, solicitou que o caso fosse anulado.

O advogado alegou que a imagem foi publicada no serviço nos Estados Unidos, não tendo problema para o homem que mora na França. Ele afirma também que o procedimento para a retirada urgente do material publicado não é válida. O serviço do Google Street View foi lançado no ano de 2007 para ser um complemento do Google Earth e Google Maps. Ele utiliza imagens capturadas por um veículo próprio, que passas pelas ruas com câmeras.